A contar ondas.

IMG_9985a40

Vou contar ondas do mar

Para me ajudar,

Para me ajudar a pensar.

Vou olhar ondas do mar

Só para ver o branco de seu espumar.

Vou lá, em alto mar,

Contar as vagas, as águas, os tons de azul.

Vou lá no verde mar,

Perder a cabeça até acalmar.

Vou lá, longe léguas,

Distante além de meu alcance,

Para perder o que não preciso para viver.

Vou lá para além-mar,

Para quem sabe me perder,

Quem sabe me encontrar.

Vou lá para o distante após o mar,

Porque o aqui me dói e não quero mais ficar.

Por isso sigo as águas que parecem verde ou azul sem fim,

Alcançar aquela cor que me falta aos olhos cinzentos.

Vou lá longe no grande mar, contar ondas até esquecer o que fui fazer.

E quem sabe me lembrar porque precisei ir tão longe para reconquistar.

Navegar, vagar, com vagar, devagar.

Até fazer brilhar em mim todo o verde, o azul, o sol do mar.

Queria poder acreditar

Que apenas parar e olhar o mar

Seria solução para tudo.

Advertisements
Guaiamum – Brazilian Crab

Guaiamum – Brazilian Crab

Criatura arisca. Some ao arrasta-pé. Desliza pela toca escura a sombria criatura. E brilha. E de longa tenaz. É azul a carapaça que combina com o dourado do sol, das pernas, da areia que cintila. Assustadora criatura. Desigual. De olhos … Continue reading

Pequeno Pescador – Little Fisher

Pequeno Pescador – Little Fisher

Eu e meu peixe, Numa luta justa. Ele pela vida. Eu pela barriga. Se me falta o peixe, logo, falta-me vida, Então pesco o peixe, Desde cedo no dia e na vida, Para não faltar peixe na barriga, Para não … Continue reading

Todo azul da noite. – All the blue of the night

Todo azul da noite. – All the blue of the night

Meu oceano azul. Meus sonhos azuis numa noite de vagas cintilantes. Céu azul-escuro no azul do mar eterno. E me navego e escorrego entre dois infinitos. My blue ocean. My blue dreams in a night of shimmering curls. Deep blue … Continue reading